Miguel Nicolelis não significa nada para mim, afirma tetraplégico

O ponto de vista de um deficiente físico sobre Miguel Nicolelis.

Continue Lendo “Miguel Nicolelis não significa nada para mim, afirma tetraplégico”

Anúncios

Circos com animais: exploração, abusos e escravidão

A palavra circo traz à mente imagens vívidas de incríveis acrobatas, palhaços engraçados… e animais exóticos. Mas, diferentemente dos artistas humanos, os animais não escolheram estar em um circo; eles são mantidos em cativeiro e são forçados a fazer parte do show. Os circos que usam animais promovem uma falsa ideia de como tudo isso é seguro, divertido e saudável. Isso não poderia estar mais longe da realidade. Para além do brilho e do glamour da indústria do circo, os animais participam de um espetáculo degradante, contra a própria vontade.

Continue Lendo “Circos com animais: exploração, abusos e escravidão”

O veganismo não é um sacrifício

Muitos acham que o veganismo é um exercício de martírio e sacrifício, mas o oposto é verdadeiro: usar animais para o nosso benefício é algo injusto e, muitas vezes, violento. Acreditar que o veganismo é um sacrifício é achar que temos o direito de usar e abusar dos animais da forma como bem entendemos. O veganismo não pode ser um sacrifício, porque não se trata de abrir mão do churrasco, dos ovos e laticínios – se trata de não tirar a vida e a liberdade de outro ser.

Continue Lendo “O veganismo não é um sacrifício”

Por que os remédios são testados em animais?

Antes de um medicamento entrar em circulação, ele precisa ser testado em centenas de animais – a lei exige. O FDA  (Foods and Drugs Administration, órgão dos EUA) exige experimentos em pelo menos duas espécies: roedoras e não roedoras. No final do processo, ratos, porcos, coelhos, cães, macacos e outros animais podem ter sido usados.

Continue Lendo “Por que os remédios são testados em animais?”

O futuro da saúde humana não está nas pesquisas com animais

Quantas vezes um médico lhe prescreveu um medicamento e, em seguida, você se perguntou se ele era seguro? Provavelmente poucas vezes. Por quê? Porque você sabe que aquela droga passou por uma bateria de testes de segurança, assim, você foi ensinado a acreditar que os tratamentos médicos e novos medicamentos precisam ser testados em animais. Você nunca aceitaria “testar” uma droga ou tratamento diretamente em humanos, porque isso não seria “seguro”.

Continue Lendo “O futuro da saúde humana não está nas pesquisas com animais”