Norte-americanos se recusam a trabalhar na pecuária

Pecuaristas enfrentam dificuldades em contratar mão de obra norte-americana.

vacas pecuaria foto

No último encontro anual do Conselho de Agronegócio e Água do Arizona (EUA), realizado no dia 19 de maio, pecuaristas anunciaram que a indústria da carne, do leite e dos ovos enfrenta dificuldades na contratação de mão de obra norte-americana. Os estadunidenses não querem trabalhar na pecuária, assim, para tentar resolver o problema, prisioneiros e imigrantes estão sendo direcionados para as vagas.

De acordo com Paul Rovey, produtor de laticínios da cidade de Glendale, Arizona, a situação atual é catastrófica.

“A crise na indústria de laticínios atingiu um nível catastrófico. Mais da metade dos funcionários na produção leiteira dos EUA é composta por estrangeiros”, disse Rovey.

Ele ainda afirmou que a indústria não pode mais operar sem imigrantes e que os norte-americanos “não estão interessados em trabalhar em uma fazenda de laticínios”.

Em Wisconsin, o governo criou um programa de treinamento, com duração de oito semanas, para presos trabalharem na pecuária. Eles aprendem a criar bovinos e a realizar operações básicas da indústria do leite.

Informações de “Inside Tucson Business” e “Plant Based News“.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s