‘Os animais gritavam’, diz mulher sobre terreiro de candomblé

Mulher contou experiência sobre sacrifício de animais.

Goat

Em entrevista realizada ao O Holocausto Animal hoje (29), uma recepcionista, que preferiu não se identificar, relatou que escutava os gritos de desespero dos animais quando trabalhava em uma escola de idiomas ao lado de um terreiro de candomblé. O episódio ocorreu entre 2003 e 2004 na cidade de Taubaté, interior de SP.

“Era uma tortura ouvir os gritos das cabras e das galinhas”, disse.

Ela contou que os alunos também ficavam incomodados, mas que todos insistiram ao dono da escola e o endereço mudou.

“Gente com grana”

A recepcionista ainda alegou que as pessoas pagavam para que o terreiro matasse animais: “Gente com grana… As pessoas acreditam e pagam”.

“Não é só a questão religiosa, tem dinheiro no meio”, finalizou.

Hoje, com 40 anos, é vegetariana.

Anúncios

8 respostas para “‘Os animais gritavam’, diz mulher sobre terreiro de candomblé”

  1. Manda essa lazarenta ir ouvir os gritos de animais nos frigoríficos pra depois falar sobre os animais que são cortados no candomblé

  2. Quanta hipocrisia dessa professora. Quanta hipocrisia da sociedade. Sou sacerdote da Nação Ketu e pergunto a vocês :”Quem nunca comeu galinha assada? Quem nunca foi à um restaurante? Quem nunca comeu Bacon. E aí? São derivados de capim? Não. ” Todos nós participamos direto ou indiretamente do sacrifício animal. O que ocorre aqui, é na verdade,preconceito com o Candomblé.

  3. Parabéns oga sua bênção..muito lindo e totalmente correto as pessoas deveriam aprender com vc pai😘😘😘😘😘😘😘😘😘.

  4. Isso é total mentira…. No Candomblé durante o corte, o animal não pode gritar, porque pelos mais velhos, dizem que o animal amaldiçoa as pessoas presentes se ele gritar.
    E durante o corte, o animal tem os pés e a boca amarrada.
    Além do mais, o entrevistador deveria ir atrás de um centro de Candomblé, para questionar algumas informações passada pela mesma.
    Acredito que agora deveriam conversar, com um Babalorixa ou uma Yaba, sobre esses atos..
    Pois na minha concepção, falta de entendimento da religião é o que trás o julgamento e o preconceito…

  5. Matar animais por religião e para alimentação nos matadouros OS DOIS CASOS DESNECESSÁRIOS E ERRADOS, Por que querem justificar um erro com outro?

  6. cultos pseudo religiosos praticados por gente sádica que devia estar encerrada num manicómio em regime de prisão permanente. são todos esquizofrénicos que se comprazem com a visão do sofrimento e da sangueira resultantes destas práticas sádicas de gente inculta, iletrada, atrasada em todos os aspectos, gente selvagem e horrorosa, maldosa, gente desprezível e terceiro mundista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s