Ativista que deu água a porcos sedentos é considerada inocente

Em 2015, a ativista canadense Anita Krajnc foi processada por dar água a porcos exaustos a caminho do matadouro.

ativista porco agua

Foto: The Canadian Press/HO-Elli Garlin

Hoje (4), a justiça de Ontário considerou Anita Krajnc inocente. Ela havia sido processada por dar água a porcos sedentos que estavam em uma carreta a caminho do matadouro, em 22 de junho de 2015. Na ocasião, o proprietário do abatedouro chamou a polícia e Anita acabou sendo indiciada por dano à propriedade privada.

Ao inocentar Anita Krajnc, o juiz David Harris alegou que a ativista não pretendia ferir os porcos ou fazer com que o matadouro os rejeitassem.

Harris também considerou que Anita Krajnc não estava causando danos à propriedade alheia.

Por outro lado, Pat Jilesen, diretor da Federação da Agricultura de Ontário, afirmou que o comportamento da ativista “coloca não apenas os animais em risco, mas os humanos também”.

As informações são da CTV Toronto News.

Anúncios

2 ideias sobre “Ativista que deu água a porcos sedentos é considerada inocente

  1. selma castanheira dos santos

    e vamo que vamo contra as explorações dos animais ñ humanos, inocentes, indefesos, anjinhos mandados, enviados por deus que clamam por um futuro melhor,sem pecados.

  2. paulosisinno

    Republicou isso em Paulosisinno's Bloge comentado:
    Em 2015, a ativista canadense Anita Krajnc foi processada por dar água a porcos exaustos a caminho do matadouro.

    Em 4/5, a justiça de Ontário considerou Anita Krajnc inocente. Ela havia sido processada por dar água a porcos sedentos que estavam em uma carreta a caminho do matadouro, em 22 de junho de 2015. Na ocasião, o proprietário do abatedouro chamou a polícia e Anita acabou sendo indiciada por dano à propriedade privada.

    Ao inocentar Anita Krajnc, o juiz David Harris alegou que a ativista não pretendia ferir os porcos ou fazer com que o matadouro os rejeitassem.

    Harris também considerou que Anita Krajnc não estava causando danos à propriedade alheia.

    Por outro lado, Pat Jilesen, diretor da Federação da Agricultura de Ontário, afirmou que o comportamento da ativista “coloca não apenas os animais em risco, mas os humanos também”.

    As informações são da CTV Toronto News.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s