Porquinhos têm os dentes cortados em fazendas industriais

Procedimento é feito sem anestesia.

porquinho corte de dente

Imagem: Pig Forum/4.maio.14

Em fazendas industriais, leitões têm os dentes cortados sem qualquer tipo de anestesia. A prática ocorre no mundo inteiro e, de acordo com os produtores, tem o objetivo de evitar que os porquinhos arranquem os mamilos das mães.

Em uma sessão da CPI dos maus-tratos aos animais, realizada em 06 de outubro de 2015, a veterinária Eliana Renuncio Bodanese, representante do matadouro Aurora, justificou o corte de dente dos leitões ao ser questionada sobre a crueldade na indústria da carne:

“Quando nós falamos a questão de… desgaste de dente de leitões ou debicagem. O que que é melhor pra mim fazer? Eu deixo de debicar e deixo as aves se mutilarem? Ou, eu deixo de desgastar o dente de um leitão, e ele arranca o teto da mãe dele? [sic]

O site “Pig Forum”, fórum estadunidense de criadores de porcos, esclarece em um artigo publicado em 2014 que o corte de dente deve ser feito “após o nascimento” e “dentro de meia hora – ou menos – de nascimento”.

Investigação flagrou prática

Uma investigação realizada pela ONG Animal Equality em 2012 nas fazendas britânicas, flagrou funcionários cortando o dente de filhotes sem qualquer tipo de alívio para dor.

O vídeo pode ser assistido aqui. As imagens são fortes.

Anúncios

3 ideias sobre “Porquinhos têm os dentes cortados em fazendas industriais

  1. paulosisinno

    Republicou isso em Paulosisinno's Bloge comentado:
    Há um certo tempo eu escrevi um texto contra o festival de Yulin, na China, onde a população cruelmente mata e come centenas de cães e gatos. Além de ser profundamente terrível, isto também é absolutamente desnecessário, pois a China atualmente é um dos países mais prósperos do mundo; se houve um tempo no passado, agora remoto, em que eles precisaram se alimentar destes animais, este tempo certamente já acabou. A campanha contra o festival de Yulin é internacional e envolve milhares de defensores de direitos dos animais em todo mundo.
    No texto que escrevi contra o festival de Yulin, citei dados conhecidos de estudos científicos, que comprovaram e afirmaram que a inteligência dos cães é equivalente à de crianças (humanas) de cerca de 2 anos de idade, e a inteligência dos gatos é equivalente à de crianças de cerca de 1 ano e meio de idade.
    Entretanto, depois que escrevi aquele texto, um sentimento ficou me atormentando a consciência. Depois de meditar por um tempo, consegui entender o que estava me incomodando. E aí entendi que eu precisava muito mesmo escrever sobre isso também.
    O que me dói profundamente é perceber que muitas – talvez até mesmo a maioria – das pessoas conseguem, com alguma facilidade, sentir empatia e solidariedade com os cães e gatos, animais com os quais todos costumamos conviver. Porém, outros animais – alguns até MAIS INTELIGENTES que os cães e gatos – lamentavelmente, não têm a mesma sorte. Infelizmente, pelo mero fato de que nós não temos o costume de conviver com eles, inúmeros outros animais sencientes, como golfinhos, cabras, cavalos, burros, galinhas e muitos outros vivem um verdadeiro e indescritível inferno na terra, por causa dos seres que chamam a si mesmo de humanos.
    Do fundo do coração, eu peço que vocês leiam com muita atenção e carinho as informações que passarei a seguir. Para aliviar minha consciência, eu realmente preciso falar um pouco sobre os PORCOS:
    Porcos são uns dos animais mais inteligentes no planeta: eles são mais inteligentes até do que cachorros e crianças pequenas. Quando têm a oportunidade, eles passam horas brincando, explorando, escavando e tomando banhos de sol.
    Eles são animais extremamente limpos e não sujam a área onde vivem. Porcos evitam suar para se manterem refrescados e, para evitar queimaduras de sol, eles rolam na lama.
    Eles conseguem correr cerca de uma milha em sete minutos e podem ser excelentes nadadores.
    Porcas mães emitem sons de canto para seus filhotes enquanto os alimentam!
    E, NO ENTANTO:
    Os porcos são uns dos animais mais maltratados e cruelmente explorados em fazendas pelo mundo todo. Eles recebem etiquetas grampeadas em suas orelhas, têm seus rabos amarrados, são castrados e têm seus dentes arrancados sem anestesia!
    Eles são tirados de suas mães com somente 3 a 4 semanas de idade! Podendo viver até 15 anos, a indústria alimentícia os mata quando eles têm apenas 4 a 6 meses de idade!
    Para concluir, permita-me, por favor, implorar a quem está lendo agora um último favor: durante ao menos um minuto, esvazie sua mente de qualquer tentativa de achar alguma racionalização para justificar crimes, maldades, crueldades e massacres e, apenas, SINTA-SE NO LUGAR destes seres inocentes, puros, sensíveis e inteligentes!!!
    E, na próxima vez em que você for morder um pedaço de bacon, linguiça e salsicha, lembre-se que esta carne não surgiu magicamente do nada; trata-se de um pedaço da carne de uma criatura senciente, igual a uma criança humana entre 4 a 7 anos de idade, que foi humilhada e violentamente maltratada durante TODA SUA VIDA, desde o nascimento, por causa de pessoas que se alimentam de sua carne, de seu sangue e de seu SOFRIMENTO INDESCRITÍVEL E INJUSTIFICÁVEL!! Devorar a carne de um porco é, praticamente, como um ato de canibalismo contra uma criança humana de 4 a 7 anos.
    Que esta reflexão possa acompanhar sua memória em todos os seus momentos de “refeição”.
    Pratique a compaixão; só assim o mundo, a humanidade e todos os seres sencientes poderão viver em paz, liberdade, igualdade, solidariedade e justiça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s