Como funciona o “treinamento” de um macaco de laboratório

Descubra o que pesquisadores fazem para que os macacos “colaborem” com as experiências.

um pesadelo vivo 2

Imagem: Reprodução

Em 2014 a ONG BUAV realizou uma investigação secreta no Instituto Max Planck de Biologia Cibernética (MPI, na sigla em inglês), considerado o principal instituto de pesquisas da Europa. A investigação revelou como os animais são “treinados” para que se submetam aos protocolos de pesquisa.

No Max Planck, os macacos têm que ficar sentados no que é chamado de “cadeira do primata”, realizando uma série de tarefas no computador em troca de “recompensa” – água ou suco.

A “cadeira do primata”. Imagem: BUAV

Como a situação é naturalmente claustrofóbica para o animal, os pesquisadores precisam fazer com que ele se “acostume” – à força – aos experimentos.

Uma das técnicas mais usadas consiste em sedar o animal, colocá-lo em um dispositivo restrito e forçá-lo a se recuperar dentro dele.

O animal é sedado e colocado para acordar dentro desse dispositivo. Imagem: BUAV

Ao acordar, em desespero, o macaco tenta sair do dispositivo, mas desiste após exaurir todas suas energias.

Veja o vídeo completo da investigação da BUAV clicando aqui.

Anúncios

3 ideias sobre “Como funciona o “treinamento” de um macaco de laboratório

  1. Anônimo

    Porque eles não colocam as mães deles pra fazer esses testes malditos. Cadê a peticao para assinarmos eventão evitar esses malditos desfazer isso com os nossos anjinhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s