‘A dieta vegana é saudável’, afirma nutricionista brasileira

É possível ter uma dieta com base em vegetais saudável? Profissionais da nutrição garantem que sim. De acordo com as principais associações de nutricionistas do mundo, deixar de consumir carne, ovos, leite e derivados pode ser até benéfico para a nossa saúde.

No intuito de conhecer um pouco mais sobre a nutrição vegana, entrevistamos por e-mail no dia 2 de fevereiro de 2016 a nutricionista Clarissa Casale Doimo, graduada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e pós-graduada em Nutrição Aplicada ao Exercício Físico pela Universidade de São Paulo (USP).

clarissa-casale-doimo-nutricionista

Nutricionista Clarrisa Doimo, no programa Vida & Saúde da TV Novo Tempo, em março de 2016 (Imagem: Facebook)

Clarissa Doimo nos esclareceu que é possível planejar corretamente uma dieta vegetal, adquirindo todos os nutrientes necessários para a boa saúde. Com exceção da vitamina B12, as demais vitaminas são encontradas em abundância no reino vegetal e funghi.  Em contrapartida, de acordo com Clarissa, a carne não é capaz de fornecer a maioria dos nutrientes essenciais para o nosso corpo.

Ao final da matéria, deixaremos os contatos disponíveis para o leitor interessado em tirar alguma dúvida ou agendar uma consulta para um planejamento dietético particular. Acompanhe conosco a entrevista completa!

“A dieta vegana é riquíssima em antioxidantes, agentes responsáveis por retardar o aparecimento de doenças.”

Podemos ter uma alimentação nutritiva sem consumir carnes, ovos, leites e derivados?

Com certeza. Todos os aminoácidos e a maioria das vitaminas e minerais são encontrados facilmente em fontes vegetais.

Existe algum nutriente ou vitamina presente na carne que não pode ser encontrado em vegetais?

O único nutriente não encontrado nos vegetais é a vitamina B12, em sua forma ativa. Ela existe em alguns vegetais, porém em uma forma inativa, que não desempenha as funções corretas em nosso organismo. A vitamina B12 é encontrada originalmente em bactérias. O animal que consome alimento direto do chão acaba tendo mais contato com as bactérias, retendo vitamina B12 em seu tecido. Porém, ultimamente, como o animal não tem mais pastado e sim se alimentado exclusivamente de ração, a carne possui índices relativamente baixos de vitamina B12. Então, já encontro muitos pacientes que comem carne diariamente, mas que necessitam também de prescrição de suplementação de vitamina B12, ou seja, a suplementação não é exclusiva dos vegetarianos.

Há algum nutriente ou vitamina presente nos vegetais que não pode ser encontrado na carne?

A maioria dos nutrientes. A carne oferecerá em boas quantidades basicamente ferro, proteína, zinco, fósforo, vitamina D. Os demais nutrientes (vitaminas do complexo B, vitamina C, vitamina E, vitamina A, zinco, cálcio, potássio, magnésio, fibras, etc.) são amplamente encontrados no reino vegetal, distribuindo-se entre as leguminosas (feijões), oleaginosas (castanhas), grãos integrais, tubérculos, folhosas e frutas.

“Na dieta vegana, o fato de não estar exposto diariamente a quantidades grandes de antibióticos, permite uma melhora da resistência imunológica.”

Podemos dizer que a dieta sem carne, ovos, leite e derivados é mais saudável do que aquelas baseadas em ingredientes de origem animal?

Atualmente, sim. A dieta vegana é riquíssima em antioxidantes, agentes responsáveis por retardar o aparecimento de doenças. Além disso, o bom conteúdo de vitaminas, minerais e fibras é tido como fator de proteção contra as doenças crônicas não transmissíveis, tais como infarto, AVC, obesidade, diabetes tipo II, hiperlipidemia (colesterol alto), pressão arterial alta. Além disso, pode ser fator de proteção também contra o desenvolvimento de câncer de mama e câncer de cólon. A dieta rica em alimentos de fonte animal pode ser ruim por vários motivos: excesso de gordura saturada, excesso de sódio, excesso de antibióticos e hormônios.

A gordura saturada em excesso é a grande responsável pelo aparecimento de todas as doenças citadas acima (crônicas não transmissíveis), assim como o excesso de sódio, responsável pelo desencadeamento de pressão arterial alta e possivelmente, doenças renais.

O excesso de antibióticos no tecido animal é causado pela intensa oferta de antibióticos para os animais durante sua criação, a fim de evitar qualquer tipo de doença antes mesmo que ela aconteça, ou seja, o antibiótico é oferecido em grande quantidade. O hormônio ofertado aos animais é proibido por lei, porém não é o que acontece. Os animais têm tumores enormes, causados ou pela oferta de hormônios de forma clandestina, ou por modificação genética não testada em longo prazo (transgênico). Dessa forma, no prato, o indivíduo acaba consumindo largas doses de antibióticos, que lhe pode causar resistência bacteriana ao antibiótico, sendo difícil tratar alguma infecção futuramente, tendo que lançar mão de antibióticos muito mais potentes, podendo agravar a situação da infecção por não conseguir erradicá-la rapidamente. Na dieta vegana, o fato de não estar exposto diariamente a quantidades grandes de antibióticos, permite uma melhora da resistência imunológica.

O fato de consumir hormônio no tecido animal é outro agravante, já que não sabemos o que esse hormônio possa fazer no organismo do humano. E se não tiver hormônio, mas for transgênico? Mesma coisa! Algo que não foi testado em longo prazo, não se sabe quais as reais consequências em nosso organismo. E para finalizar, o tecido animal além de estar intoxicado de hormônio e antibiótico, também está recheadinho de agrotóxicos, pois o alimento oferecido no criadouro é basicamente ração ou soja transgênica cheia de agrotóxicos. Na alimentação vegana, temos pelo menos a escolha de consumir mais alimentos orgânicos e não transgênicos.

Algumas pessoas alegam que podemos encontrar vitamina B12 em alimentos orgânicos, soja, algas, probióticos e grãos germinados. Isso é verdadeiro?

Ela pode ser encontrada sim, porém está em uma forma não ativa para o nosso organismo. Ou seja, ingerindo esses alimentos é possível aumentar nível sérico de vitamina B12, porém os sinais de deficiência não desaparecerão, pois a vitamina B12 que aumentou no sangue não foi a sua forma ativa.

Todos os veganos precisam tomar vitamina B12 sintética?

Depende. Somente um exame de sangue poderá dizer. É necessário monitoramento semestral para conferir como estão os níveis sanguíneos, e havendo sinais de deficiência, o exame deve ser feito imediatamente, para assim verificar qual seria a dosagem necessária de vitamina B12 a ser manipulada. Ou seja, não é qualquer dose de vitamina B12 que pode corrigir a deficiência, é necessário um olhar individualizado. Mas isso não se restringe apenas a veganos. Pessoas que consomem carne diariamente, eventualmente, também necessitam de suplementação.

“Ter uma alimentação planejada com certeza faz com que não sejam necessárias grandes suplementações de vários nutrientes, afinal, somente a vitamina B12 pode acabar faltando na alimentação vegana.”

Quais os outros nutrientes e vitaminas que os veganos devem dar maior atenção, para um planejamento dietético mais adequado?

O zinco é um nutriente que porventura pode faltar. Porém, se a alimentação vegana está sendo feita de forma correta, nem sempre o zinco fica carente. Sendo assim, unicamente a vitamina B12 precisa de maior atenção. Os outros nutrientes são facilmente encontrados na alimentação vegana.

Qual seria a alternativa vegana para aqueles que têm dificuldade de tomar sol para ter bons níveis de vitamina D?

Essa é uma dificuldade grande. A melhor forma com certeza seria exposição solar, em períodos de sol ameno. Porém, em casos que é impossível a exposição, recomenda-se a suplementação de vitamina D2. Para não veganos, a exposição solar é igualmente importante, sendo que se for impossível também, pede-se suplementação da mesma forma. A vitamina D, de forma geral, é melhor obtida pela exposição solar ou em suplementos. Nas fontes alimentares seria encontrada basicamente na gordura animal, que hoje em dia traria também excesso de hormônio, antibiótico e agrotóxico.

O leite de vaca é necessário para o ser humano?

Não, de nenhuma forma! Temos muitas outras fontes de cálcio e proteína na alimentação (feijões, folhosos verde escuros).

Tem sido relatado que os fitatos impedem a absorção de ferro e cálcio. O que podemos fazer para retirá-los dos vegetais?

Realizar o remolho das leguminosas (feijões/ervilha seca/grão de bico): basta ferver 30min o grão cru, descartar a água da fervura, lavar rapidamente os grãos e utilizar nova água para cozimento.

“A dieta vegetariana bem planejada é sim muito saudável e protetora contra desenvolvimento de várias doenças.”

É verdade que o ferro presente nos vegetais não é tão bem absorvido pelo nosso organismo? E o que podemos fazer para conseguir sua maior absorção?

Sim, é verdade. É muito simples! Basta ter sempre de sobremesa uma fonte de vitamina C (laranja/acerola/abacaxi/morango/mexerica) ou então, temperar a refeição no momento da ingestão com o suco de 1 limão.

Muito se tem discutido sobre possíveis malefícios ou benefícios da soja. Na sua visão, a soja é um alimento prejudicial para a saúde?

A soja faz parte das leguminosas, ou seja, é “irmã” do feijão, oferecendo proteínas, zinco, ferro e cálcio. Naturalmente, então, seria mais um alimento para substituirmos a carne.

Porém, atualmente, quase toda soja produzida no Brasil é transgênica. O problema de alimentos transgênicos é que não foram testados a longo prazo no ser humano, ou seja, não sabemos se daqui 10 anos o consumo de soja transgênica pode aumentar chances para desenvolvimento de câncer. Já se sabe que em ratos alimentados com soja transgênica, há crescimento de tumores. E já se sabe também que plantações transgênicas já levaram à morte espécies de abelhas e borboletas.

Portanto, o grão de soja perde sua segurança justamente por esse processo de transgenia. Além disso, a famosa “carne de soja”, a proteína texturizada de soja, é um alimento rico em aditivos e produtos químicos muito agressivos, não sendo também uma opção saudável para ser utilizada todos os dias no prato.

Se a soja que você consumir não for geneticamente modificada (transgênica), se possível orgânica e em grão (não em forma de proteína texturizada de soja), ótimo, não apresenta riscos nenhum.

Não há nenhum perigo de provocar características femininas em homens, pois a isoflavona (fitoesterol parecido com estrogênio, hormônio feminino) não está concentrada em grandes quantidades no alimento. É diferente de utilizar suplemento de isoflavona isolada, isso sim pode ser problemático, pois o fitoesterol estaria concentrado no produto.

Você considera que o bom planejamento dietético é negligenciado por boa parte da comunidade médica?

Com certeza. A maioria dos médicos e até nutricionistas não conhece a alimentação vegana e por isso tem medo do desconhecido, alegando que é impossível ser saudável com esse tipo de alimentação. Qualquer afirmação desse tipo está grandemente equivocada. A dieta vegetariana bem planejada (assim como qualquer outra dieta deve ser bem planejada) é sim muito saudável e protetora contra desenvolvimento de várias doenças.

Ter uma boa alimentação garante boa saúde ou existem indivíduos que precisam tomar doses diárias de suplementos maiores do que a recomendada para que consigam ser bem nutridos?

Ter uma alimentação planejada com certeza faz com que não sejam necessárias grandes suplementações de vários nutrientes, afinal, somente a vitamina B12 pode acabar faltando na alimentação vegana. Atletas e gestantes necessitam de maior cuidado em relação à suplementação, dependendo do caso. Porém, sendo vegetarianos ou não, essas últimas duas classes acabam suplementando de alguma forma, não sendo exclusiva do atleta ou gestante vegetariana a suplementação.

Quais tipos de alimentos você recomenda para os veganos ou vegetarianos iniciantes?

Tomar como base primeiramente as leguminosas, pois são a fonte de toda proteína, ferro, cálcio, zinco da alimentação. Manter um bom consumo de folhas verde escuras e outras folhosas em geral. Manter também um bom consumo de frutas, legumes e tubérculos. Deve conter os grãos integrais como aveia, chia, linhaça, quinoa e também as oleaginosas (castanhas).

Você poderia nos deixar seu contato?

O contato pode ser feito pelo celular (19) 9 9228-1855 (Whatsapp/ligação) ou pelo e-mail clarissa.nutri.saude@gmail.com, ou acessar o meu site para maiores informações:  www.nutricaomaisinteligente.com.br

Anúncios

3 ideias sobre “‘A dieta vegana é saudável’, afirma nutricionista brasileira

  1. paulosisinno

    Republicou isso em Paulosisinno's Bloge comentado:
    “A dieta vegana é saudável”, afirma nutricionista brasileira: É possível ter uma dieta com base em vegetais saudável? Profissionais da nutrição garantem que sim. De acordo com as principais associações de nutricionistas do mundo, deixar de consumir carne, ovos, leite e derivados pode ser até benéfico para a nossa saúde.

    No intuito de conhecer um pouco mais sobre a nutrição vegana, entrevistamos a nutricionista Clarissa Casale Doimo, graduada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e pós-graduada em Nutrição Aplicada ao Exercício Físico pela Universidade de São Paulo (USP).
    Clarissa Doimo nos esclareceu que é possível planejar corretamente uma dieta vegetal, adquirindo todos os nutrientes necessários para a boa saúde. Com exceção da vitamina B12, as demais vitaminas são encontradas em abundância no reino vegetal e funghi. Em contrapartida, de acordo com Clarissa, a carne não é capaz de fornecer a maioria dos nutrientes essenciais para o nosso corpo.

    Ao final da matéria, deixaremos os contatos disponíveis para o leitor interessado em tirar alguma dúvida ou agendar uma consulta para um planejamento dietético particular. Acompanhe conosco a entrevista completa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s