‘É possível’, afirma mãe sobre gestação vegana

Com o crescimento do veganismo, já podemos encontrar mães adotando uma dieta livre de exploração animal durante toda a gestação de maneira saudável. Um exemplo de gestação vegana e saudável é a mãe Michelle Crespo, que nos contou por e-mail, no dia 7 de agosto de 2016, todo o processo da gravidez até o nascimento e os cuidados com seu filho, vegano desde a barriga.

gestacao vegana bebe vegano 01

Franciso nasceu em 03 de maio de 2016, assim, está atualmente com 4 meses de vida, perfeitamente saudável e com acompanhamento médico regular. Seu pai, Diogo Moraes, também é vegano e sempre deu todo apoio pela decisão de ter uma gestação e um bebê veganos. Junto com a sua esposa Michelle Crespo, os dois fundaram a primeira loja 100% vegana do interior de São Paulo, a Filhos da Lua – Conveniência Vegana, localizada em Rio Claro.

Abaixo, você confere a entrevista que a Mi Crespo concedeu ao nosso blog. Ela se dispôs a tirar quaisquer dúvidas de mães ou pais que desejem levar adiante uma gestação ou uma dieta vegana para crianças.

“Querer que meu filho se alimente de vegetais, que tenha respeito pelos animais e cresça com esses valores, não é imposição. É a forma que vamos criá-lo.”

Você informou ao seu médico sobre o seu veganismo? Qual foi a reação dele?

Sim! Informei desde o primeiro momento que soube da gestação. Ele não questionou em nenhum momento.  Ele indicou o mesmo suplemento que indica a todas gestantes. Como é de um grande laboratório e tem lactose na composição, eu suplementei com um importado recomendado pelo meu nutricionista vegano*.

Como a família e os amigos reagem com o fato de você e o bebê serem veganos?

Eu e Diogo, meu marido, somos veganos há alguns anos. De família, só tenho meus irmãos que já aceitam e respeitam o veganismo. Por parte da família do Diogo a mãe dele é vegetariana. O restante da família também respeita, então quanto a isso não temos nenhum problema.

Você tem apoio do marido?

Sim! Meu marido Diogo se tornou vegano logo depois que iniciamos nosso namoro. Quando nos conhecemos, em agosto de 2012, ele estava parando de comer carne. Assim que começamos a namorar ele fez a transição para o veganismo muito rápido. Fizemos ativismo juntos, e em 2013 iniciamos o projeto VegBurguer que hoje, é o primeiro e único carrinho de lanches VEGetariANOS que fica no mesmo espaço da minha loja vegana. Ele, tanto quanto eu, sabemos o quanto é importante criar nosso filho com respeito e amor pelos animais. É um grande parceiro e companheiro na luta pela liberação animal.

Mãe, pai e filho – veganos!
Mãe, pai e filho – veganos!

Você já sofreu com algum prejulgamento por adotar uma alimentação vegana para você e para o seu filho?

As pessoas gostam de dar palpite. Ou mesmo dizer “mas quando ele crescer vai querer”, “vai ficar com vontade”. Eu sempre digo que ele vai receber sempre todas as informações sobre direitos animais – que os animais têm direito a vida assim como nós, que precisamos libertá-los… Como ele vai sentir vontade de algo que nunca comeu? É essa resposta que dou para quem questiona. Mas é bom, pois assim abre-se a discussão sobre veganismo.

“Meus exames estavam todos em ordem, e assim se mantiveram durante a gestação até o parto.”

Muitas pessoas dizem que mães veganas tentam “impor” de algum modo sua “ideologia” na criança. Qual a sua resposta para essa afirmação?

Querer que meu filho se alimente de vegetais, que tenha respeito pelos animais e cresça com esses valores, não é imposição. É a forma que vamos criá-lo. É a maneira que estamos educando. E isso pertence apenas a mim e meu marido.

Grávidas relatam que têm certos “desejos incontroláveis” durante a gestação. Quando soube da gravidez, você ficou com medo de ter um “desejo incontrolável” de comer carne, laticínios ou derivados de animais?

Jamais! Meu veganismo é pelos animais. Não é dieta ou por saúde.

Também sou uma pessoa que questiona tudo. Tenho minhas dúvidas quanto a esses desejos. Enfim, nada justificaria voltar a explorar os animais que tanto luto por sua liberdade.

Comer bem em casa é relativamente fácil, mas quando saímos para eventos sociais é comum termos que recusar praticamente tudo o que está sendo servido. Você já tem algum plano para lidar com, digamos, festas de crianças?

Com cada vez mais crianças intolerantes e alérgicas a diversos tipos de proteínas de origem animal, tem havido um crescimento de famílias vegetarianas e veganas, por isso creio que quando ele estiver nessa idade, será mais fácil. Não tenho planos ainda, mas tenho certeza que ou iremos alimentados ou levaremos nossa marmita vegana a tiracolo (risos).

Um bebê feliz e saudável.
Um bebê feliz e saudável.

Poderia nos contar maiores detalhes sobre a suplementação para gestantes?

Assim que soube da gestação, marquei uma consulta com um nutricionista vegano. Recebi as informações de como me alimentar. Suplementei com um multivitamínico para gestantes importado, que possui B12*. Meus exames estavam todos em ordem, e assim se mantiveram durante a gestação até o parto.

O Francisco se alimenta apenas de leite materno em livre demanda (quando ele quiser). Eu continuo me alimentando de maneira adequada, sem deixar de comer o que eu gosto, e continuo com a suplementação igual ao período da gestação para nutrir Francisco pelo leite materno. Ele está muito saudável e engordou 50g por dia, quando a média, conforme seu pediatra disse, é de 20g a 30g.

“Difícil mesmo é a vida de exploração, crueldade e assassinatos à qual os animais são submetidos.”

Você acredita que a gestação vegana é mais difícil?

Me tornei vegana da noite para o dia. Parei de fumar, consumir produtos de origem animal, usar vestimenta e cosméticos testados ou com composição animal, tudo no mesmo dia: 25 de junho de 2012. Depois de receber toda informação e entender que a vida dos animais é tão importante quanto a minha, mudei. Então nunca vi dificuldade em nada. Não tive transição. Então por viver dia-a-dia lutando pela libertação animal, eu penso que o difícil mesmo é a vida de exploração, crueldade e assassinatos a que são submetidos.

Ter uma gestação vegana é possível e, sendo minha primeira, foi tranquilo. Tive os enjoos comuns no início, mas me senti muito ativa, engordei o considerado normal, tive inchaço nas pernas como a maioria das gestantes.

O mais importante de tudo é que tenho um filho lindo e saudável. E saber que nenhum animal precisou morrer, ser separado da sua mãe ou explorado para que isso acontecesse, é realmente muito gratificante.


*NOTA DO BLOG: Geralmente, médicos brasileiros indicam o suplemento Materna para gestantes. No entanto, sua fórmula contém lactose. Seu preço médio é de 50 reais, e cada caixa contém 30 comprimidos.

O suplemento vegano Deva, que é recomendado para gestantes veganas, não é distribuído no Brasil, porém, ele pode ser comprado na loja iHerb por 11 dólares, mais a taxa de entrega (4,45 dólares de frete) e também de importação (cerca de 30 reais). No total, o valor fica por volta de 80 reais. A diferença é que a embalagem contém 90 comprimidos, portanto o custo final acaba sendo mais baixo, mesmo com a taxa de entrega e de importação. Além disso, a qualidade nutricional do Deva é muito superior a do Materna.

Já para aqueles que não podem comprar o produto importado por algum motivo, é possível manipular a suplementação em farmácias (você pode pegar as informações da fórmula no site do iHerb), atentando-se para que os componentes sejam de origem vegetal. Lembrando que veganos devem se atentar à ingestão da vitamina B12, que é produzida por bactérias (portanto, é vegana naturalmente), e por conta da higienização atual perdemos a sua fonte vegetal. Assim como qualquer pessoa, veganos devem dar atenção ao bom planejamento da dieta, para prevenir doenças ou problemas futuros.

Anúncios

2 respostas para “‘É possível’, afirma mãe sobre gestação vegana”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s