Cientistas brasileiros criam grupo contra testes em animais

Ação inovadora no Brasil.

rato vitruviano

Um grupo de cientistas nacionais se juntou com o objetivo de promoverem a adoção de abordagens substitutivas ao uso de animais, especialmente nas universidades. A RedEH – Rede Nacional de Educação Humanitária foi lançada pelo Instituto 1R, que já auxilia estudantes que não desejam participar das aulas de graduação que envolvem animais.

Uma das metas da RedEH é promover um encontro a cada dois anos para a discussão de novas metodologias de ensino, bem como a divulgação de pesquisas inovadoras da área, em todo o território nacional.

A Rede Nacional de Educação Humanitária conta com diversos acadêmicos e pesquisadores de renome, incluindo o Dr. Róber Bachinski, membro fundador e atual diretor do Instituto 1R, e vencedor do LushPrize 2014, prêmio internacional que visa dar reconhecimento a organizações e cientistas que trabalham para a substituição de experimentos animais por métodos alternativos livres de crueldade e com validação científica.

Também fazem parte do grupo, o Prof. Thales Tréz, do Instituto de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG) e a Prof. Dra. Rita Leal Paixão, associada da Universidade Federal Fluminense (UFF), que promove métodos substitutivos nas aulas de fisiologia, além do Prof. Dr. Gutemberg Gomes Alves, do Departamento de Biologia Celular e Molecular da Universidade Federal Fluminense (UFF), que trabalha com abordagens in vitro, e também a Dra. Simone Tostes de Oliveira Stedile, do departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e coordenadora do projeto “Ensino-aprendizagem de habilidades clínicas e cirúrgicas em Medicina Veterinária: interação veterinário-paciente-cliente e desenvolvimento de métodos alternativos ao uso de animais”.

Para saber mais sobre a RedEH, acesse o site oficial ou a página do Facebook: www.facebook.com/Instituto1R, onde você poderá conferir farto material sobre a substituição de animais na ciência e os projetos que os cientistas do grupo estão desenvolvendo para serem implementados em breve.

Anúncios

2 respostas para “Cientistas brasileiros criam grupo contra testes em animais”

  1. As pesquisas c/ animais indefesos, só atrasa a medicina.E ñ encontram as curas.Pois fazer crueldades em seres vivos pra curar outros, ñ tem porq; ñ vai adiantar de nada.Pois benfeciar um e fazer crueldades c/ outros ñ tem como prosperar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s