Os cães usados em pesquisa científica

O status de “o melhor amigo homem” não impede que um cão fique confinado em jaulas solitárias e seja forçado a passar por experiências torturantes, em nome da ciência. Cerca de 75 mil cães são torturados em laboratórios dos Estados Unidos, todos os anos.

Os cães de laboratório estão condenados ao sofrimento.
Os cães de laboratório estão condenados ao sofrimento.

Uma investigação secreta da PETA, no interior dos laboratórios da Universidade de Utah, revelou a compra de cães e gatos de abrigos locais para o uso de procedimentos invasivos, dolorosos e, muitas vezes, mortais. Depois da denúncia, a universidade anunciou que deixará de obter animais de abrigos.

Os cães são usados com frequência em estudos toxicológicos. Nesses experimentos doses de uma substâncias de ensaio (farmacêuticas, cosméticas e químicas) são administradas para os animais, envenenando-os contra a própria vontade.

Em testes toxicológicos os cães ingerem de maneira forçada doses agudas de venenos, levando-os até a morte.
Em testes toxicológicos, os cães ingerem de maneira forçada doses agudas de venenos, levando-os até a morte.

Em outra investigação secreta da PETA, nos canis da Professional Laboratory and Research Services (PLRS),  cães e gatos eram usados para testes de agentes químicos, passando anos em gaiolas minúsculas e sujas. Os cães tinham feridas crônicas e problemas odontológicos, e não recebiam cuidados veterinários adequados. Uma semana após a revelação do abuso, a PLRS fechou seus laboratórios.

Os cães também são abusados em estudos sobre doenças humanas, incluindo pesquisas cardiológicas e distúrbios hormonais. Na Universidade de Ohio, George Billman forçou cães a correrem em esteiras até sofrerem ataques cardíacos, para que os danos ao coração fossem estudados.

Uma vida privada de luz do sol e liberdade.
Uma vida privada de luz do sol, carinho e liberdade.

Em outra experiência, na Universidade da Pensilvânia, filhotes de cães foram criados para ter uma doença degenerativa nos olhos que leva à cegueira. Durante o estudo, beagles de apenas 3 semanas de idade tinham seus olhos costurados, sendo mortos no fim dos testes.

Você pode nos ajudar a mudar essa realidade. Exija dos órgãos do governo que deixem de investir nessas práticas cruéis e desnecessárias. É o seu dinheiro que está sendo usado. Tenha voz ativa.

Fonte: PETA

Anúncios

Uma resposta para “Os cães usados em pesquisa científica”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s