As mentiras que te contaram sobre os porcos

O que você sabe sobre os porcos? Muitas vezes eles são considerados animais sujos. Não é verdade! Porcos são realmente limpos e inteligentes, provavelmente mais inteligentes do que os cães.

Os porcos rolam na lama para protegerem a pele de queimaduras solares e para se refrescarem.

Os porcos rolam na lama para se refrescarem e protegerem a pele de queimaduras solares.

Uma das razões de os suínos possuírem uma má reputação, é o hábito de rolar na lama. Mas este comportamento não tem a ver com ser sujo, mas sim sobre se refrescar. Os porcos não possuem glândulas sudoríparas, assim eles rolam na lama para se manterem refrescados. A lama também protege a pele de insetos que picam e de queimaduras solares.

Os seres humanos começaram a criar porcos cerca de 10 mil anos atrás, na Europa e na Ásia. Agora eles são criados no mundo inteiro. Alguns vivem em sítios, onde ficam livres para caminhar. Outros porcos são criados em enormes lugares de concreto ou edifícios de aço. Tal prática é chamada de confinamento intensivo ou criação industrial.

Lá na Fazenda

Os porcos são animais sociais. Quando ficam ao ar livre, eles podem ser vistos cumprimentando os outros com seus focinhos. Eles se comunicam usando mais de 20 sons diferentes, como grunhidos e gritos. Eles podem reconhecer o som de suas mães e começam a andar alguns minutos após o nascimento. Dentro de duas semanas, eles já estão brincado com os outros porcos.

Os porcos selvagens gastam boa parte do seu dia comendo. O olfato extremamente apurado lhes permite farejar raízes e tubérculos no subsolo.

Infelizmente, suínos criados em fazendas industriais não são capazes de realizar estes comportamentos naturais.

Assista “A Pig’s Tail” para saber mais

Assim como os personagens da série animada Star Wars: A Guerra dos Clones foram dublados por James Arnold Taylor (como Obi Wan Kenobi) e Catherine Taber (como Padmé Amidala), eles usam o seu trabalho para ajudar os animais. É por isso que generosamente doaram o seu tempo e talento para participarem do A Pig’s Tail, um filme de animais sobre a vida de porcos nas fazendas industriais.

“É uma boa obra… É uma honra estar envolvido”, diz Taber. A atriz interpretou Ginger, uma porca que está determinada a encontrar uma vida melhor para todos os animais na fazenda. “Ginger é uma personagem mágica”, diz ela. “Eu acho que ela pode tocar o coração das pessoas.”

Taylor dublou o papel do operário Tim. “É sempre divertido fazer vozes de desenhos animados, que possuem animais que falam”, diz ele. Neste filme, “os animais estão falando… e percebemos que eles possuem emoções e sentimentos.”

“Nós não entendemos completamente o que os animais pensam”, Taylor continua. “Mas nós temos o dever de fazer as coisas do jeito certo… humanamente.”

Clique aqui para assistir ao filme.

 

Fonte: The Humane Society

Anúncios

10 ideias sobre “As mentiras que te contaram sobre os porcos

  1. facto

    “Porcos são realmente limpos e inteligentes, provavelmente mais inteligentes do que os cães.”

    Creio que os porcos sejam mais inteligentes do que o autor do artigo.O fato de o Porco ter que rolar na grama, a fim de se proteger de eventuais fatores externos prejudiciais, não desqualifica a informação de que tal animal seja sujo.

    O artigo em questão só reforça, contraditoriamente, exatamente aquilo que ele buscava rechaçar, ao apontar o “por quê” dos porcos se sujarem.Afinal, qual seria a mentira em dizer que porcos se sujam, se o próprio artigo explicou que esse fato existe?

    Quando leio artigos desse nível fico questionando a idade mental do escritor ou do leitor a que é dirigido tal lixo.

  2. Marcos Autor do post

    Facto, os porcos podem ser criados como animais domésticos, inclusive. Eles não buscam a sujeira naturalmente. É esta a ideia que o artigo quer desmistificar.

  3. facto

    Na verdade, Marcos a ideia do artigo é…vamos dizer…a princípio dizer que os porcos são animais limpos,pois “rolam na lama para se manterem refrescados(…)[e]também protege a pele de insetos que picam e de queimaduras solares”. Depois, o artigo fala que os porcos são seres sociáveis e, quando confinados, perdem tal capacidade.Após isso, ainda, comenta sobre um filme que retrata a vida de porcos numa indústria, no qual os atores, ao dublarem os animais, sentem os sentimentos dos animais, semelhantes aos dos humanos.

    Como é evidente, não há coesão alguma entre os parágrafos e a tese a ser desenvolvida no título do texto.O autor do artigo deve ser um adolescente, visto que comete os mesmos erros graves na confecção de uma redação que os cometidos por qualquer aluno do ensino fundamental e médio.Não obstante ainda a péssima qualidade da argumentação desenvolvida, que reforça a minha tese de que o autor é aluno do ensino fundamental/ médio ou simplesmente não tem a menor capacidade intelectual de escrever uma redação minimamente coerente e decente.

    Diante do exposto, eu teria vergonha de publicar um lixo desse em meu blog, a não ser que ele seja dedicado ao público infantil ou com mentalidade infantil, que não exige nada a não ser o sentimentalismo barato e pífio, ago bastante comum no presente site,não é, meu caro?

  4. Marcos Autor do post

    Facto, fico impressionado com a quantidade de distorções e ataques pessoais que você consegue fazer em um único comentário. Seu comentário é desprezível e não merece qualquer explicação. Obrigado por oferecer aos outros leitores uma amostra do quão pífio são os argumentos contra os direitos dos animais. Continue colaborando! A sua ajuda é importantíssima.

  5. facto

    Marco, eu sempre digo : A verdade choca e causa a sua incapacidade de me contra-argumentar.

    Segundo, não desenvolvi qualquer tese acerca dos direitos dos animais no presente artigo.Apenas expus a minha indignação com relação a péssima qualidade do artigo, cujo sentimentalismo barato e argumentação nula estão presentes também em outros diversos artigos do presente site.Até porque o seu site, Marcos, tem como fonte outros tão terríveis, sensacionalistas, mentirosos e falaciosos como : “PETA”, ” humane society” e etc…

    Por fim, o leitor assíduo e “xiita” desse site é, certamente, um não leitor.

  6. Pedro Abreu

    Não obstante ainda a péssima qualidade da argumentação desenvolvida, que reforça a minha tese…

    facto e suas “teses”. O coitado já tá tomando -1 até até nas correções…

  7. Danilo Oliveira

    O que só evidencia a péssima postura do blog. Mas nenhum tipo de supresa. Além desses “encômios” não significarem nada, o pouco que servem é apenas para evidenciar a total parcialidade e sentimentalismo envolto ao assunto, e não o resultado de uma positivação referente a qualidade do conteúdo postado.

  8. Pedro Abreu

    Danilo

    Qualquer leitor médio poderia facilmente ficar respondendo seus malabarismos retóricos e ignorância generalizada, ad aeternum.

    Mas apenas na eventualidade de algum leitor novato ainda não ter se deparado com o esgoto que você lançou nesse blog, e também por ter se referido especificamente a um comentário meu, eis uma reiteração do motivo pelo qual eu me recuso a perder meu precioso tempo com você:

    “O mundo não precisa ser salvo de nada, pois não corre perigo de nada… Efetivamente, tanto faz se está ou não havendo aquecimento global, se espécies são extintas, se catástrofes ocorrem.”,

    Fonte: https://oholocaustoanimal.wordpress.com/2014/03/20/a-bacteria-chamada-homem/

    Qualquer doente mental que seja capaz de reivindicar publicamente uma barbaridade dessas (entre tantas outras, de sua autoria), prova que já escapou da realidade faz tempo, não sendo merecedor de qualquer tipo de atenção que não seja tratamento psiquiátrico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s