Importância da experimentação animal é questionada por instituição médica

Em uma declaração recente sobre o fim da experimentação animal, a Dr. Hadwen Trust (DHT) refutou a ideia de que a saúde das pessoas seria prejudicada e colocada em risco caso alternativas viáveis sejam implantas no lugar das pesquisas com animais.

Coelho

Por mais de 40 anos a DHT, instituição médica do Reino Unido, investiu em mais de 150 projetos de pesquisas que possam substituir completamente as pesquisas com animais, em diversas áreas médicas, incluindo câncer, Alzheimer, asma, doenças renais, cardiológicas e diabetes.

As técnicas financiadas pela DHT, como a cultura celular 2D e 3D,  modelos computadorizados, testes in vitro, modelagem molecular, neuroimagem e tantas outras, já estão promovendo uma maior compreensão sobre a saúde humana e substituindo o modelo animal.

É um fato conhecido que o modelo animal é falho porque os sistemas das outras espécies são diferentes do corpo humano, uma vez que elas não sofrem das mesmas doenças que os humanos. Os animais não possuem a mesma resposta imunológica diante de alguma doença, e mesmo que um gene defeituoso exista em animais como nos humanos, eles nem sempre desenvolvem a doença da mesma forma ou sequer apresentam algum quadro patológico.

A experimentação animal traz dados inconsistentes, verificados até o momento. Agora, mais do que nunca, é importante que continuemos a desenvolver alternativas mais relevantes para seres humanos, parando com testes sem qualquer tipo de propósito, que causam a morte de vários animais. Mesmo que os cientistas concordem que o modelo animal está ultrapassado, nós precisamos colocar em prática o esforço para o desenvolvimento de modelos alternativos.

Kailah Eglington, Chefe Executivo da DHT, afirmou: “Estamos financiando soluções positivas e pró-ativas para a questão da experimentação animal, durante muitos anos. O estereótipo é grande e muitas pessoas rotulam injustamente indivíduos que estão apoiando a inovação e o progresso.”

Fonte: DHT

Anúncios

2 ideias sobre “Importância da experimentação animal é questionada por instituição médica

  1. Danilo Oliveira

    “As técnicas financiadas pela DHT, como a cultura celular 2D e 3D, modelos computadorizados, testes in vitro, modelagem molecular, neuroimagem e tantas outras, já estão promovendo uma maior compreensão sobre a saúde humana e substituindo o modelo animal.”

    Novamente, os mesmos métodos são citados, e é totalmente ignorado que eles apenas complementam o que precisará passar, inevitavelmente, por testes empíricos. Por sí só, eles apenas são modelos. O que comprovará a eficácia dele será apenas o teste em um organismo.

    Embora provavelmente já seja de conhecimento, veja o que o pesquisador Paulo André Nóbrega diz aos 7:00 do vídeo a respeito disso (com relação a cosméticos e depois com fármacos):

  2. Marcos Autor do post

    Danilo,

    “Novamente, os mesmos métodos são citados, e é totalmente ignorado que eles apenas complementam o que precisará passar, inevitavelmente, por testes empíricos. Por sí só, eles apenas são modelos. O que comprovará a eficácia dele será apenas o teste em um organismo.”

    – São modelos? Verdade? Alguém duvida? O artigo diz o contrário?

    Animais também são modelos. Métodos alternativos também são científicos e empíricos. Mas repetindo de novo, de novo e de novo: animais são modelos pobres. Testes com animais não possuem um nível de segurança e de eficácia satisfatórios, pelos mesmos motivos já repetidos milhões de vezes neste blog.

    O que comprova a eficácia de um medicamento não são os testes em animais, mas sim a fase clínica – ela é a mais importante de todo o processo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s