Consumo de água na pecuária ameaça preservação ambiental

Produção animal é líder em gasto de água.

Pecuária ameaça ecossistemas do mundo inteiro.
Pecuária ameaça ecossistemas do mundo inteiro

Um relatório publicado pela ONU em 2006 revelou que a pecuária é um dos principais contribuintes para os problemas ambientais que enfrentamos,¹ e aqui inclui não somente o desmatamento, mas também a poluição e a escassez hídrica. É verdade que a água é um recurso renovável, mas qualitativamente falando, a água potável é finita quando o despejo de hormônios, antibióticos, pesticidas, fertilizantes e dejetos de animais ficam sem tratamento adequado ou levam muito tempo para que o mesmo ocorra, devido ao alto nível  de contaminação.

Para cada quilo de carne bovina, há o gasto de cerca de 16 mil litros de água, quase o equivalente aos gastos da indústria para a produção de couro, que beiram aos 17 mil litros. Produzir um quilo de carne de porco exige quase 6 mil litros de água, já o frango, 4 mil. Além disso, as plantações de soja, em sua imensa maioria, são destinadas à alimentação dos animais, pela produção da ração. Já na produção de batatas, o gasto é de apenas 100 litros de água por quilo.

Abaixo você confere um gráfico e uma tabela, sobre o consumo de água, na pecuária e na monocultura:²

Gráfico

Produção de Alimentos

Para os pecuaristas o gasto da água na criação do gado seria válido, pois existiria para sanar a fome da população. No entanto, o argumento é torto, pois seria possível haver uma boa redução do consumo de água se as monoculturas fossem a principal fonte de alimentação da população. Além disso, a problemática da fome no mundo tem relação com a alimentação do gado, que poderia ir para humanos famintos.

Referências

STEINFELD, Henning et al. Livestock’s long shadow: environmental issues and options. Food & Agriculture Org., 2006. [Link]

Hoekstra, AY et al. (2002) Virtual water trade: Proceedings of the International Expert Meeting on Virtual Water Trade, Value of Water Research Report Series No. 12 (UNESCO). [Link]

Anúncios

8 respostas para “Consumo de água na pecuária ameaça preservação ambiental”

  1. Exato Pedro. Por incrível que pareça, ainda tem gente achando que o homem não exerce efeito nenhum sobre o equilíbrio ambiental. A arrogância humana é autodestruidora.

  2. Bom dia!

    Em conversa com um colega de trabalho daqui do laticínio, entre vários assuntos abordados, argumentei com ele sobre o lado negativo do desmatamento para criação de pasto para o gado e ele me respondeu falando que a grama absorve mais carbono que as plantas de uma floresta tropical, que o dito “pulmão do planeta” que é nossa Amazônia é um mito pois o carbono que ela absorve ela também libera em ciclo permanente, deixando apenas como lado positivo (vendo apenas o assunto climático) que a floresta exerce um papel importante nos rios aéreos. Segundo ele, a grama tropical faz parte das plantas “c4” que absorvem 4 moléculas de carbono enquanto outras absorvem 3. De inicio minha razão negou essa informação pois como pode uma planta rasteira e pequena absorver mais carbono do que outras (em quantidade e não proporcionalmente)? E se ela é uma planta, ela também não participa do mesmo ciclo de absorção e liberação de carbono já que ela é cortada e digerida pelos ruminares?
    Esse é apenas um dos pontos levantados que eu gostaria de entender melhor.
    Você teria algum estudo que fale sobre esse assunto citado acima?
    Por não ter o conhecimento para contra-argumentar, foquei apenas nas pesquisas que temos como a destruição da biodiversidade da Amazônia, dos +/- 17% de cota de poluição que a criação de gado proporciona ao meio ambiente e da parte moral.

    Desde já agradeço a atenção.

  3. Alexandre Mariano

    Teoria bem estranha (peça fontes), mas vamos supor por um momento que esteja certa. Seu colega só se esqueceu de colocar na equação os bilhões de animais que são procriados por ano pra pastar nessas “gramíneas absorventes”, e que por sua vez geram toneladas de metano (25x mais potente que o CO2), e toneladas de óxido nitroso (320x mais potente que o CO2).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s